google-site-verification=8h4zI6SMx5ujkui1E2KXSrK0Ca6f5srBUqLAdmcPGEA A importância do aterramento na sua saúde Keep calm and Ground

A importância do aterramento na sua saúde Keep calm and Ground



Qual foi a última vez que você pisou na terra? Quando você sentiu a sensação

úmida do orvalho nas folhas caídas no solo? E quando sentou para apreciar o

pôr-do-sol?

O que isso tem a ver com a sua saúde? Tudo!

Vamos falar de uma técnica simples que tem ganhado adeptos no mundo todo: o

Aterramento (conhecido como Grounding ou Earthing no inglês) é o contato com

o solo e com a Natureza.

Estudos científicos, realizados nos Estados Unidos sobre os efeitos da nossa

ligação com a terra, mostraram a importância dessa conexão como uma parte

importante de um estilo de vida saudável. O artigo “Aterramento: Implicações

para a saúde da reconexão do corpo humano com os elétrons da superfície

terrestre” publicado pelo Journal of Environmental and Public Health em 2012

começa afirmando que pesquisas científicas revelaram um fator

surpreendentemente positivo para a saúde: o contato físico com a vasta

quantidade de elétrons na superfície da Terra ajuda a prevenir doenças e

também a reduzir os sintomas de inflamação, dor, estresse e ansiedade.

Acontece que mais de 60% do corpo de um adulto humano é composto de água e

a água é um excelente condutor de eletricidade. As evidências mostram que o

campo elétrico da Terra pode produzir um "ambiente bioelétrico interno"

estável, o que significa que o contato com a superfície da Terra pode contribuir

para um funcionamento equilibrado de todos os sistemas do corpo. Assim, se

temos que ligar o fio-terra nos aparelhos elétricos, por que não temos que nos

ligar à Terra se somos “seres elétricos”? Por milênios, andamos descalços ou

sapatos feitos de pele de animais, permitindo que o contato com o solo

permanecesse, no entanto, atualmente andamos o dia todo com sapatos feitos

com sola de borracha, que nos isolam completamente da Terra.

Veja quais foram os benefícios encontrados:

- Redução da Inflamação: Foi demonstrado que o aterramento reduz os sinais de

inflamação após uma lesão, como a vermelhidão, calor, inchaço, dor e perda de

função, além da prevenção da inflamação crônica silenciosa, que é uma causa

frequente nas doenças crónicas.

- Melhoria do sono: Demonstrou-se que a ligação com a terra normaliza o ritmo

circadiano do cortisol, também conhecido como hormônio do estresse.

- Redução da dor e do dano muscular: Um estudo com contrações excêntricas

(200 agachamentos) demonstrou que a ligação com a terra pode ajudar a reduzir

o dano muscular e acelerar a recuperação muscular.

- Melhoria do Humor: Um estudo foi realizado em 40 indivíduos adultos que

foram divididos em dois grupos: um grupo onde os indivíduos ficaram com os

pés na terra e um grupo em que não ficaram (em ambos os grupos, os

participantes não sabiam se estavam ou não conectados à terra). As sessões

duraram uma hora e os participantes de ambos os grupos apenas tinham que

relaxar numa cadeira. Os pesquisadores verificaram que o humor melhorou

significativamente no grupo conectado à terra, demonstrando que

o aterramento pode melhorar o humor mais do que apenas o relaxamento.

– Redução da viscosidade do sangue: Um estudo demonstrou que a ligação com a

terra durante duas horas leva a um aumento da carga elétrica da superfície dos

glóbulos vermelhos, reduzindo a viscosidade do sangue.

– Redução do stress e aumento da sensação de relaxamento: O sistema nervoso

simpático é o ramo do sistema nervoso autônomo que permite entrar no modo

de “luta-ou-fuga” quando estamos na presença de uma situação perigosa ou

estressante. O sistema nervoso parassimpático é ativado quando estamos

relaxados. Devido a nossas vidas estressantes, o sistema nervoso simpático está

sempre ativo. O estudo sugeriu que a ligação com a terra ajuda na ativação do

sistema parassimpático, aumentando a sensação de relaxamento e bem estar,

conseguidos com meditação, atividades prazerosas dentre outros.

Mas como posso experimentar um aterramento saudável no dia-a-dia?

Quer percebamos ou não, aplicamos o método de aterramento toda vez que

entramos em contato direto com uma superfície orgânica, como solo, areia,

grama ou água. Essas situações, além de serem emocionalmente agradáveis,

fazem com que haja a liberação de substâncias químicas cerebrais, responsáveis

pela sensação de prazer e equilíbrio.

A Psicologia Integrativa também vem estudando a importância desse processo

na forma como o indivíduo encara a vida. Estar aterrado é estar presente e

enraizado no próprio corpo. Quando se está enraizado, é possível fazer uma

conexão consciente consigo mesmo e com a fonte da energia vital do ser humano,

estando preparado e encorajado para enfrentar os desafios que a vida apresenta.

Para começar, pratique 10 minutos do aterramento por dia: Tire os sapatos, pise

em uma grama e relaxe. Assim, você poderá ver os resultados na sua vida e na

sua saúde de maneira integral: corpo-mente-espírito.

Carolina Mirabeli é Psicóloga (CRP 06/69647) Clínica Integrativa Transpessoal,

Consteladora Sistêmica, Hipnoterapeuta e Coach de Saúde.

É mestre em Psicologia Social, pós- graduada em Recursos Humanos e Membro

da Associação Luso-brasileira de Transpessoal, da Associação Transpersonal

Ibero-americana, da Rede Latino-americana de Profissionais de Orientação

Profissional e do Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade do Instituto

de Psiquiatria da FMUSP.


Diga Sim à Felicidade

Psicóloga Carolina Mirabeli CRP 06/69647

Rua Padre Chico, 221 conj. 616 Perdizes São Paulo-SP